Desigualdade étnica

O texto a seguir foi construído a partir da colaboração de Tayse Campos (coordenadora da Associação Comunitária Indígena do Amarelão). Para ver ou ouvir clique no vídeo acima!

espaço

A desigualdade étnica refere-se às desigualdades de oportunidades e de condições de vida que resulta de diferenças étnicas. No Brasil, a desigualdade étnica acompanhou o processo de colonização, de forma extremamente violenta (violências física e simbólica), que são sofrida pelos povos indígenas até hoje. Como exemplos dessa desigualdade étnica em relação aos povos indígenas no Brasil, podemos citar a não demarcação das terras indígenas. Ou, ainda, a morosidade da demarcação das terras que, pela legislação vigente no Brasil, deveriam ser demarcadas no prazo de cinco anos, sendo que há terras indígenas em processo de demarcação há mais de 40 anos. 

As oportunidades na educação, inclusive no ensino superior, também contribuem para essa forma de desigualdade. Assim como as oportunidades na política, a exemplo do que ocorre no Congresso Nacional, no qual só temos uma indígena como deputada. Há, ainda, as oportunidades na saúde, no trabalho e no emprego. Mesmo quando temos indígenas formados, com graduação e pós-graduação, elas e eles não têm as mesmas oportunidades que, por exemplo, as pessoas brancas. Então, há declaradamente favorecimento a pessoas da raça branca, que têm mais oportunidades e melhores condições de vida. Por fim, além de não ter as mesmas oportunidades, as pessoas indígenas ainda sofrem violência, preconceito e discriminação diariamente, principalmente quando lutam pelos seus direitos.

espaço

Quer saber mais? Leia:

 CONSELHO INDIGENISTA MISSIONÁRIO (Brasil). Violência contra os Povos Indígenas no Brasil: dados de 2018. Brasília: Cimi, 2018. 156 p. ISSN 1984-7645. Disponível em: https://cimi.org.br/wp-content/uploads/2019/09/relatorio-violencia-contra-os-povos-indigenas-brasil-2018.pdf

MUNANGA, Kabengele. Uma Abordagem Conceitual das Noções de Raça, Racismo, Identidade e Etnia IN: BRANDÃO, André Augusto P. Programa de Educação Sobre o Negro na Sociedade Brasileira, Ed. EDUFF, Rio de Janeiro, 2004. Disponível em: https://www.geledes.org.br/wp-content/uploads/2014/04/Uma-abordagem-conceitual-das-nocoes-de-raca-racismo-dentidade-e-etnia.pdf.